Fall Risk Assessment Application

Com base em dados obtidos em fases anteriores do projecto S4S, nomeadamente as tarefas de user research, e com base também nas personas e cenários que foram criados especificamente para o projecto, o objectivo para esta aplicação era o de criar uma forma de promover a saúde e o bem-estar entre a população sénior, indo de encontro aos requisitos e casos de uso definidos anteriormente.

A partir da análise às necessidades dos seniores, um dos assuntos que se destacaram foi o medo de sofrer quedas com que os seniores vivem, juntamente com o facto de que, infelizmente, são frequentes os casos em que este medo se torna em realidade. As quedas são, aliás, um factor responsável pelo aparecimento de incapacidades e perda de autonomia, constituindo também um pesado fardo socioeconómico para o idoso em si e para a sociedade. Por outro lado, os resultados mostraram que os seniores, no geral, gostam de participar em actividades com terceiros, em particular, jogos.

Esta é uma aplicação para aferição do risco de queda em idosos, que tira proveito dos sensores do smartphone para recolher dados sobre os movimentos do utilizador. Esta aferição foi convertida numa actividade lúdica, transformando-a num jogo. A aplicação funciona em conjunto com uma TV que mostra ao utilizador uma coreografia. O utilizador tem o smartphone à cintura e dança ao som da música, seguindo os passos da coreografia e as instruções verbais. O motor de dança avalia a performance do utilizador em termos de precisão, tempo, ritmo e estabilidade. Se um problema for detectado, a aplicação convida o utilizador a responder a um questionário médico para melhor aferição do possível risco de quedas e oferece recomendações de acordo com a informação recebida.

A aplicação segue princípios de design inclusivo e as interfaces gráficas de utilizador foram testadas com seniores em várias iterações. Além disto, a experiência de uso foi também avaliada em contexto real num centro de dia local, com muito boa aceitação por parte dos seniores e dos cuidadores.

Mais informação sobre a aplicação pode ser consultada aqui.

 

 

Figura 1 - Testes da aplicação em contexto real